Saúde

Entrevista exclusiva ao Fisioterapeuta André Santos

André Santos - uma das maiores referências mundiais em Fisioterapia Vestibular

André Santos é fisioterapeuta desde 1993, possui doutoramento em fisioterapia e nos últimos 15 anos dedicou-se em exclusivo à investigação, docência e clínica na área da Reabilitação Vestibular.


É actualmente, Director do Instituto Brasileiro de Fisioterapia Vestibular e Equilíbrio (IBRAFIVE) e membro da Bárány Society (International Society for Neuro-Otology) e da Vestibular Disorders Association – EUA.


Neste entrevista vamos conhecer um pouco melhor o formador do curso de Reabilitação Vestibular e saber mais sobre esta área específica.


Em primeiro lugar gostaríamos que nos explicasse em que consiste a Reabilitação Vestibular?

É uma área de atuação do fisioterapeuta voltada para o cuidado de pacientes com queixas de tontura, vertigem e desequilíbrio. o profissional faz uma avaliação para determinar um diagnóstico funcional relacionado às disfunções do labirinto (sistema vestibular). Depois, o paciente será submetido a um tratamento baseado em movimentos corporais e da cabeça para redução dos sintomas e recuperação do equilíbrio. Muitos casos podem ser resolvidos num único dia, quando necessitam de manobras especiais para controlo dos sintomas.


O que o motivou a estudar esta área de especialização?

Fui motivado pela leitura de um artigo científico sobre o tema de uma fisioterapeuta e pesquisadora americana Dra. Susan Herdman, Phd, em 1997. De lá prá cá, sigo trabalhando exclusivamente com RV.


Pode contar uma experiência que o tenha marcado na sua prática clínica?

Avaliar e atender uma paciente com 30 anos de sintoma de vertigem incapacitante, e que pude resolver em um único atendimento.


Na sua opinião, porque razão a Reabilitação Vestibular é uma área em franca expansão?

10% da população mundial sente algum tipo de tontura. A maioria é de origem periférica e sabemos por evidência, que a reabilitação (exercícios ou manobras especiais) possuem resultados mais satisfatórios do que outros tratamentos, como a medicação por exemplo.


Que conselho daria a alguém que está a dar os primeiros passos nesta área?

Estudar muito, especialmente anatomia e fisiologia vestibular, ouvir a história clínica do paciente e agir, ou seja, aplicar o conhecimento técnico na prática diária. Assim será possível aprimorar suas condutas e apresentar soluções ao seu paciente. É uma área de atuação que nos oferece uma excelente oportunidade de ajudar o próximo a mudar sua vida!


Não percas a oportunidade de participar na formação de Reabilitação Vestibular, e conhecer pessoalmente uma das maiores referências mundiais nesta área!

Ver Mais

Partilha este artigo

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google + Share to Mail

Cursos Relacionados

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!