1ª Edição
Porto 30h Espanhol

Punção Seca e Electropunção no Tratamento de Pontos Gatilho

01 Mai 2020 - 03 Mai 2020

Punção Seca e Electropunção no Tratamento de Pontos Gatilho

Melhor preço

379€

ATÉ 2 DE MARÇO

409€A PARTIR DE 3 DE MARÇO

439€A PARTIR DE 17 DE MARÇO

Inscreve-te neste curso com um amigo e ambos poderão usufruir de um desconto!
Ver regulamento aqui

Dry needling e electropunção no tratamento de trigger points na patologia músculo-esquelética

Em 2020, o fisioterapeuta espanhol José María Belmonte Hernández, irá liderar a formação de Punção Seca e Electropunção no Tratamento de Pontos Gatilho, um curso que se focará no tratamento invasivo de pontos gatilhos miofasciais, não só através das técnicas tradicionais, mas também pelo recurso à electropunção. Através de pointers, enquanto ferramenta de validação da abordagem clínica implementada e como facilitador do processo de regeneração, irá ser promovido um relaxamento máximo da musculatura afectada. No decorrer da aprendizagem, também se recorrerá ao electropunctor.

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas (e estudantes do último ano)

VAGAS

30 formandos

DATAS

01 Mai 2020 - 03 Mai 2020

LIMITE DE INSCRIÇÃO

30 Mar 2020

HORÁRIOS

8h00-19h30

sexta-feira e sábado

8h00-18h00

domingo

LOCALIZAÇÃO

Hotel Black Tulip

Avenida da República, nº 2038

4430-195 Vila Nova de Gaia, Porto

COORDENADAS

Latitude: 41,1204304

Longitude: -8,6064404

FORMADOR

Espanha

José María Belmonte Hernández

Procedimentos invasivos

Fisioterapeuta especialista em tratamentos invasivos com punção seca e electropunção.

José María Belmonte Hernández  - Master Science Lab
85% dos pacientes diagnosticados com dor de origem idiopática apresentam pontos gatilho miofasciais (PGM). Poderíamos lançar aqui uma infinidade de opções, todas muito bem estudadas:
- Uma dor na face anterior do ombro com origem num PGM do infra-espinhoso.
- Uma dor na face externa do cotovelo com origem num PGM do supra-espinhoso ou do ancóneo.
- Uma dor ao longo do membro inferior que simula uma ciática com origem num PGM do médio glúteo.
- Uma dor na face anterior do joelho com origem num PGM no terço proximal do recto femoral.

Estes exemplos mostram claramente que muitas vezes o fisioterapeuta perde-se na análise exclusiva do local onde surge o sintoma, não obstante o epicentro da dor ter origem distante do local sintomático.

Os PGM têm a particularidade de conseguirem originar dores referidas à distância do local onde se encontram.

Actualmente, os PGM são definidos como pontos focais hiperirritáveis, localizados no interior do músculo-esquelético e/ou sua fáscia, desenvolvendo dor pronunciada.

Designada muitas vezes de síndrome de dor miofascial, esta é uma disfunção causada por traumas ou microtraumas de repetição, que provocam a libertação das substâncias que induzem a sensação dolorosa, levando ao aparecimento dos PGM, identificados por sintomas como:
- Sensação/desconforto intenso profundo e não específico.
- Dor surda com variações de intensidade e períodos de exacerbação e remissão, associados ou não a movimentos específicos.

O conhecimento minucioso da localização dos PGM e das técnicas mais recentes para a sua resolução é, assim, decisivo.

Em 2020, o fisioterapeuta espanhol José María Belmonte Hernández, irá liderar a formação de Punção Seca e Electropunção no Tratamento de Pontos Gatilho, um curso que se focará no tratamento invasivo de pontos gatilhos miofasciais, não só através das técnicas tradicionais, mas também pelo recurso à electropunção. Através de pointers, enquanto ferramenta de validação da abordagem clínica implementada e como facilitador do processo de regeneração, irá ser promovido um relaxamento máximo da musculatura afectada. No decorrer da aprendizagem, também se recorrerá ao electropunctor.

O tratamento através da técnica de electropunção é muito mais indolor do que com a técnica tradicional, na medida em que há menor edema pós-punção, menor hemorragia e menos algia.

Surge assim uma necessidade de grande importância na familiarização do fisioterapeuta com esta condição e escolha do melhor tratamento, numa área que é frequentemente submetida a erros de diagnóstico.

Ver Mais

Objectivos gerais:
- Adquirir conhecimentos de intervenção em pontos-gatilho miofasciais mediante o recurso a técnicas de punção seca com agulhas de acupunctura.
- Adquirir competências de utilização da técnica de punção seca e de electropunção de forma segura.
- Conhecer a musculatura mediante a anatomia palpatória de cada músculo a abordar.
- Aprender a aplicar técnicas de punção seca na musculatura dos membros inferiores, membros superiores e tronco.
- Aprender a utilizar o pointer enquanto meio de validação da abordagem clínica.
- Caracterizar as diferenças entre a técnica tradicional de punção seca e a técnica de electropunção.

Objectivos específicos:
- Diagnosticar correctamente um ponto-gatilho miofascial.
- Identificar as indicações e contra-indicações da aplicação de técnicas de punção seca profunda.
- Caracterizar os mecanismos neurofisiológicos que justificam a efectividade da punção seca no tratamento da síndrome de dor miofascial.
- Executar as técnicas de punção seca profunda sobre pontos-gatilho miofasciais.
- Identificar os casos clínicos nos quais a punção seca poderá não ser a técnica de tratamento indicada.
- Aplicar técnicas de punção profunda em pontos gatilho.

Ver Mais

1. INTRODUÇÃO
- Conceito de ponto gatilho miofascial (PGM).
- Tratamento invasivo - Indicações e contra-indicações.
- Como identificar um PGM. Prática.
- Como ajudar a melhorar um PGM e a dor pós-punção mediante exercício.

2. PRÁTICA
- Tratamento invasivo. Prática.
- Agentes físicos para melhorar o SDM e a dor pós-punção. Prática.
- Abordagem aos PGM mediante punção superficial. Prática.
- Abordagem aos PGM mediante punção profunda. Punção profunda com guia ósseo (infraespinhoso, multifideo sacro e temporal)
- Punção profunda em extremidades.

2.1 MEMBROS SUPERIORES
- Bicípite braquial
- Tricípite braquial
- Deltoide
- Coracobraquial
- Infra-espinhoso
- Supra-espinhoso
- Redondo maior
- Redondo menor
- Subescapular (PGM no torácico)
- Grande dorsal (PGM no torácico)
- Braquiorradial
- Supinador curto
- Extensor radial curto do carpo
- Extensor radial longo do carpo
- Extensor dos dedos
- Extensor cubital do carpo
- Flexor longo do polegar
- Flexor radial do carpo
- Flexor cubital do carpo
- Aductor do polegar
- Oponente do polegar

2.2 MEMBROS INFERIORES
- Bicípite femoral
- Semimembranoso
- Semitendinoso
- Tensor da fáscia lata
- Recto femoral
- Vasto intermédio
- Vasto lateral
- Vasto medial
- Aductor magno
- Gastrocnémio
- Solear
- Tibial anterior
- Tibial posterior
- Perónio curto
- Perónio longo
- Extensor curto dos dedos
- Extensor longo dos dedos
- ABD do primeiro dedo
- Flexor curto dos dedos
- Quadrado plantar

2.3 TRONCO
- Peitoral maior (PGM externo, no torácico)
- Quadrado lombar (PGM inferior)

2.4 CABEÇA E PESCOÇO
- Temporal
- Trapézio
- Esternocleidomastóideo
- Masseter
- Occipital
- Punção profunda:
Glúteo maior
Glúteo menor
Glúteo médio
Piramidal
Efeito Varilla. Prática.

2.5 ELECTROPUNÇÃO

Ver Mais

Sem informação
Certificado de frequência de formação profissional, de acordo com o decreto 35/2002, de 23 de abril.

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 24.04.2020

Notas

Inclui documentação de apoio + certificado + coffee-break (água, café e chá)

José María Belmonte Hernández

Fisioterapeuta (UMH), licenciado em Ciências da Actividade Física e do Desporto – Ramo de Saúde, com especialização em recuperação funcional do atleta e em futebol de alto rendimento (UCAM). Possui ainda Master Universitário em Formação de Professores (UMH) e inúmeras formações complementares na área da fisioterapia invasiva (NPM-e, acupunctura clínica, electropunctura funcional, punção seca, electrólise percutânea e ecografia). Director e Fisioterapeuta do FisioForm Sport Clinic (Alicante) e coordenador pedagógico no mesmo centro. A par desta prática profissional, exerce ainda actividade enquanto preparador físico e fisioterapeuta em equipas de futebol profissionais (Real Murcia CF, Orihuela CF, CD. Almoradí) e enquanto formador nas áreas da punção seca, electropunção e readaptação desportiva. Foi fisioterapeuta do World Padel Tour, torneio de Múrcia, em 2018.

Ver Mais

1. Os seus resultados terapêuticos serão significativamente aumentados, ao dominar uma área de conhecimento muitas vezes esquecida pelos fisioterapeutas.
2. Irá aprender não só as técnicas tradicionais de tratamento invasivo dos pontos gatilho, mas também a electropunção.
3. Conseguirá oferecer ao utente um tratamento menos doloroso e com melhores resultados clínicos.
4. Curso com uma componente prática elevada, de modo a potenciar a transferência imediata das competências adquiridas para a prática profissional.
CERTIFICAÇÕES E APOIOS
Certificado 1 - Master Science Lab
Certificado 2 - Master Science Lab

Formação Complementar

1254€

Método Pold de Terapia Manual

30 Out - 20 Dez 2020 90h Porto

Método Pold de Terapia Manual

FORMADOR Ricardo Amorim, Juan López Díaz

C/ criador do Método POLD + 1.º instrutor europeu do International POLD Institute. Técnicas cutâneas, sub-cutâneas, fasciais, musculares e articulares.

FORMADOR Fermin Valera, Francisco Minaya (+1)

Aplicação isolada e combinada. Tratamento de tendinopatias, lesões ligamentares e musculares, pontos gatilho miofasciais. Protocolos de EPM e bioregulação tecidular.

FORMADOR Jay P. Shah

Punção Seca Segmentária. C/ médico de Harvard Medical School. Avanços científicos. Neurociência da dor. C/ vencedor do prémio Janet Travell.

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!