1ª Edição
Porto 16h Espanhol

Fisioterapia e Reabilitação em Geriatria: Avaliação, Intervenção Terapêutica e Preventiva

23 Nov 2019 - 24 Nov 2019

Fisioterapia e Reabilitação em Geriatria: Avaliação, Intervenção Terapêutica e Preventiva

Melhor preço

289€

ATÉ 23 DE SETEMBRO

319€A PARTIR DE 24 DE SETEMBRO

349€A PARTIR DE 8 DE OUTUBRO

Inscreve-te neste curso com um amigo e ambos poderão usufruir de um desconto!
Ver regulamento aqui

Visão actualizada do utente idoso - Avaliação geriátrica integral e atenção centrada na pessoa

A proposta formativa de Carles Salvadó Escarramán, especialista espanhol em Fisioterapia em Geriatria, é proporcionar-te dois dias intensivos de aprendizagem sobre a visão actualizada e contemporânea do utente idoso, dentro dos conceitos de avaliação geriátrica integral e atenção centrada na pessoa, com especial foco na consideração do movimento natural, especificidade adaptativa das trajectórias, manutenção das capacidades presentes, trabalho dos referentes de equilíbrio, prevenção de quedas e intervenções não farmacológicas.

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas (também estudantes finalistas)

VAGAS

26 formandos

DATAS

23 Nov 2019 - 24 Nov 2019

LIMITE DE INSCRIÇÃO

21 Out 2019

HORÁRIOS

9h00-18h30

sábado

9h00-17h30

domingo

LOCALIZAÇÃO

Hotel Black Tulip

Avenida da República, nº 2038

4430-195 Vila Nova de Gaia, Porto

COORDENADAS

Latitude: 41,1204304

Longitude: -8,6064404

FORMADOR

Espanha

Carles Salvadó Escarramán

Terapia Manual

Especialista em reabilitação geriátrica. Doutorando em Psicologia Evolutiva e da Educação

Carles Salvadó Escarramán - Master Science Lab
O envelhecimento é um processo fisiológico natural que pode ou não ser acompanhado por processos agudos e/ou crónicos que influenciam a deterioração física, psicológica e social.

O envelhecimento é, assim, um fenómeno que atinge o ser humano na plenitude da sua existência, modificando a sua relação com o tempo, com o mundo e com a sua própria história.

Por esse motivo, na avaliação do idoso, deve considerar-se uma abordagem biopsicossocial, a fim de detectar, prevenir e tratar condições clínicas que possam pôr em risco a saúde, qualidade de vida e a autonomia do utente.

A atenção integral do idoso deve ser feita, por isso, com base numa relação terapêutica mais humanizada, com acções de prevenção, promoção, protecção e recuperação da saúde, trabalho que exige a participação de uma equipa multidisciplinar, incluindo a participação do fisioterapeuta.

O utente idoso apresenta usualmente um somatório de sinais e sintomas que resultam em várias patologias, como efeito cascata da insuficiência de sistemas. Deste modo, disfunções, deficits e afecções osteoarticulares podem ser desencadeadas mais facilmente com a diminuição da capacidade de defesa e adaptação. Ou seja, a problemática das doenças crónicas que acometem a pessoa idosa, requer cuidados contínuos que são agravados enquanto não forem tratados com as devidas prioridades.

A intervenção clínica do fisioterapeuta é, por isso, de suma importância na antecipação ou reabilitação das alterações fisiológicas - progressivas e diferenciais -, bem como no consequente declínio da capacidade funcional do idoso.

Utentes acamados ou com perda de equilíbrio, de força muscular e/ou dos esquemas motores e proprioceptivos, podem ser largamente beneficiados com estratégias de fisioterapia como o treino de força, de equilíbrio e de marcha.

A proposta formativa de Carles Salvadó Escarramán, especialista espanhol em Fisioterapia em Geriatria, é proporcionar-te dois dias intensivos de aprendizagem sobre a visão actualizada e contemporânea do utente idoso, dentro dos conceitos de avaliação geriátrica integral e atenção centrada na pessoa, com especial foco na consideração do movimento natural, especificidade adaptativa das trajectórias, manutenção das capacidades presentes, trabalho dos referentes de equilíbrio, prevenção de quedas e intervenções não farmacológicas..

Ver Mais

1. Identificar as características relacionadas com o processo de envelhecimento natural.
2. Compreender o processo de adaptação neuromotriz durante as actividades quotidianas.
3. Conhecer diversas ferramentas para preservação das capacidades do utente e prevenir o processo de perda de autonomia.
4. Avaliar e utilizar os produtos de apoio, nas diferentes áreas ocupacionais.
5. Utilizar escalas de avaliação das funções motrizes.
6. Considerar o movimento natural da pessoa como base das técnicas de facilitação neuromotriz e neuromuscular.
7. Trabalhar técnicas de reeducação do equilíbrio e da marcha.
8. Considerar a importância do comportamento do utente com deterioração cognitiva.
9. Conhecer as bases da atenção integral centrada na pessoa.
10. Utilizar diferentes estratégias de comunicação com o utente com deterioração cognitiva.
11. Implementar programas de intervenção não farmacológica e de livre prescrição.

Ver Mais

1. Envelhecimento natural

1.1 Envelhecimento activo
- Generalidades do envelhecimento fisiológico
- Movimento natural e processo de adaptação psicomotora
- Trabalho de integração da aprendizagem motora
- Actividade física adaptada (gerontopsicomotricidade)
- Actividade física adaptada (exercícios de pilates e programa básico de tai chi estilo sun)

1.2 A marcha da pessoa idosa
- A marcha da pessoa idosa
- Técnicas de modulação e reforço intencional
- Exercícios/ginástica neuróbica
- Estimulação rítmica visual (pista de marcha e equilibrio)
- Estimulação rítmica somatossensorial
- Estimulação rítmica auditiva
- Trabalho em dupla tarefa (semântica, numérica e motora)
- Produtos de suporte à marcha, avaliação e adaptação
- Acompanhamentos à marcha

1.3 Avaliação das funções motoras
- Categorização do utente idoso segundo níveis de mobilidade
- Categorização do utente idoso segundos níveis de assistência
- Algoritmos de avaliação baseados em evidencia
- Avaliação de risco de quedas
- Avaliação das actividades posturais de anticipação (APA?S)
- Avaliação das funções de equilibrio
- Avaliação segmentária "in situ"

1.4 Síndromes geriátricos: quedas e desadaptação psicomotora
- Síndrome pós-queda e síndrome de desadaptação psicomotora
- Prevención de quedas: intervenções preventivas multidimensionais
- Programa de auto-aprendizagem do equilíbrio
- Programa de treino de força e equilíbrio "otago"
- Trabalho de equilíbrio a partir do controlo postural baseado no posicionamento lingual

1.5 Sequências de endereçamento e reprogramação neuromotora do utente idoso
- Observação e análise das sequências de endereçamento
- Reprogramação da sequência da posição de sentado para em pé
- Reprogramação da sequência do padrão "levantar do chão" de acordo com os diferentes níveis de desenvolvimento motor

1.6 Mobilização e transferencia segura de utentes (SPHM®)
- Utilização e optimização da cama clínica, posicionamento activo e conforto do utente
- Superfícies de redução da pressão (preventivas e terapêuticas)
- Mobilidade e mobilização na cama
- Transferências
- Produtos de suporte para a mobilização segura

2. Deterioração cognitiva e sintomas comportamentais associados a demências

2.1 Atenção integral centrada na pessoa
- Princípios orientadores e pressupostos da L'AICP
- História de vida
- Actividades significativas

2.2 Deterioração cognitiva e demências
- Processo comunicativo e comportamentos desadaptativos/reactivos
- Acompanhamento do utente com deterioração cognitiva
- Orientação à realidade presente
- Terapia de validação e as 4 fases da resolução da pessoa
- Processo comunicativo e habilidades de gestão emocional e de relação interpessoal

2.3 Intervenções não farmacológicas e de livre restrição:
- Estimulação cognitiva
- "Story telling"
- Estimulação da memória afectiva
- Estimulação da memória musical
- Terapia de reminiscência
- Estimulação basal e estimulação multissensorial (oficina de sabores, aromaterapia, vibroterapia segmentária, estereognosia...)

Ver Mais

Sem informação
Certificado de frequência de formação profissional, de acordo com o decreto 35/2002, de 23 de abril.

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 15.11.2019

Notas

Inclui coffee-break (água, chá e café) + Documentação de apoio + Certificado

Carles Salvadó Escarramán

Fisioterapeuta, especializado em intervenção clínica em geriatria. Doutorando em Psicologia Básica, Evolutiva e da Educação, com Master em Prevenção e Gestão de Riscos à Comunidade e Master em Ecologia Emocional. Formador certificado na área da mobilização e transferência segura de utentes em situação de dependência (Ergoteam France). Docente universitário na Escoles Gimbernat (UAB), Fundació Universitària del Bages (FUB), Tecnocampus (Universitat Pompeu Fabra) e UVic-UCC. Autor de inúmeras publicações científicas no âmbito da reabilitação domiciliária, prevenção da dependência e diminuição do risco associado a inúmeras patologias.

Ver Mais

1. Aprenderás as mais recentes guidelines para melhorar o processo de envelhecimento durante o declínio das funções fisiológicas, morfológicas e bioquímicas, as quais reflectem-se na capacidade funcional da terceira idade.
2. Aprenderás a avaliar e a reabilitar a funcionalidade do paciente idoso.
3. Compreenderás a importância da Fisioterapia Geriátrica enquanto prevenção da perda de funcionalidade, na medida em que permite:
- Correcção de posturas viciosas que dificultam as tarefas diárias.
- Evita encurtamentos musculares, dores e outras complicações.
- Melhora estados patológicos já existentes, como artrose, artrite e osteoporose, entre outros.
- Fortalece a musculatura e auxilia na prevenção de danos em caso de queda.
- Melhora a recuperação dos reflexos posturais e flexibilidade.
- Aumenta a força, equilíbrio e coordenação motora.
4. Compreenderás a importância da atenção integral do idoso no processo de reabilitação/prevenção.

Ver Mais

CERTIFICAÇÕES E APOIOS
Certificado 1 - Master Science Lab

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!