1ª Edição
Porto 20h Espanhol

Especialização em Ecografia Músculo-Esquelética do Membro Inferior

01 Nov 2019 - 03 Nov 2019

Especialização em Ecografia Músculo-Esquelética do Membro Inferior

Melhor preço

575€

ATÉ 2 DE SETEMBRO

615€A PARTIR DE 3 DE SETEMBRO

655€A PARTIR DE 17 DE SETEMBRO

Inscreve-te neste curso com um amigo e ambos poderão usufruir de um desconto!
Ver regulamento aqui

Maior eficácia e eficiência no diagnóstico das lesões músculo-esqueléticas do membro inferior.

A organização desta formação pretende cimentar e fomentar o aumento de competências em ultrassonografia, de modo a proporcionar um desempenho profissional mais eficaz e eficiente no que respeita ao diagnóstico das lesões músculo-esqueléticas do membro inferior.

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas, Médicos e Osteopatas certificados Pré-requisito obrigatório: frequência de curso de Ecografia Músculo-Esquelética de 30h (mínimo)

VAGAS

24 formandos

DATAS

01 Nov 2019 - 03 Nov 2019

LIMITE DE INSCRIÇÃO

30 Set 2019

HORÁRIOS

16h00-20h00

sexta-feira

8h30-19h30

sábado

8h30-14h30

domingo

LOCALIZAÇÃO

Hotel Black Tulip

Avenida da República, nº 2038

4430-195 Vila Nova de Gaia, Porto

COORDENADAS

Latitude: 41,1204304

Longitude: -8,6064404

FORMADOR

Espanha

Ana de Groot

Métodos complementares e de diagnóstico

Especialista em Ecografia

Ana de Groot - Master Science Lab
A ecografia músculo-esquelética é hoje, uma ferramenta clínica consensual e de exímia reputação pelo seu fácil acesso e rapidez, precisão e confiabilidade diagnósticas, sendo a técnica de exploração radiológica mais importante em traumatologia, reumatologia e medicina desportiva.

Cientes que a dificuldade no estudo da exploração ecográfica se deve à incapacidade para avaliar as imagens correctamente, organizamos, em parceria com o Musculosketletal Ultrasound In Physical Therapy (MUP), a Especialização em Ecografia Músculo-Esquelética do Membro Inferior, um evento formativo exclusivo e inédito em Portugal.


A organização desta formação pretende cimentar e fomentar o aumento de competências em ultrassonografia, de modo a proporcionar um desempenho profissional mais eficaz e eficiente no que respeita ao diagnóstico das lesões músculo-esqueléticas do membro inferior.

Para admissão é requisito obrigatório a frequência prévia de uma formação essencial em ecografia músculo-esquelética mínima de 30 horas.

Ver Mais

- Melhorar as habilidades técnicas na exploração ecográfica do membro inferior.
- Aprofundar o conhecimento ecográfico normal e patológico dos tecidos do membro inferior, de modo a apoiar a selecção de uma estratégia de intervenção adequada.
NOTA: É requisito obrigatório a frequência prévia de uma formação essencial em ecografia músculo-esquelética mínima de 30 horas. Caso o curso frequentado não tenha sido ministrado por um dos formadores do Musculoskeletal Ultrasound in Physical Therapy (MUP), será solicitado o envio do programa da formação de origem, de modo a ser avaliado previamente à inscrição, garantindo que o formando é detentor do conhecimento mínimo necessário.

1. Avaliação artrológica


A. Articulação coxo-femoral

- Compartimento anterior. Cápsula anterior, labrum acetabular e ligamento iliofemoral (relação com os tendões reflexo e recorrente do recto femoral). Ligamento pubofemoral.
- Compartimento posterior. Cápsula posterior e ligamento ísquio-femoral.

B. Articulação do joelho

- Compartimento anterior. Cápsula articular. Músculo articular do joelho e fundo de saco quadricipital. Corpo adiposo rotuliano. Corno anterior do menisco. Ligamentos menisco-rotulianos. Inserção tibial do ligamento cruzado anterior.
- Compartimento posterior. Cápsula articular. Corno posterior do menisco. Bolsa sinovial, relação meniscal e tendão recorrente do semimembranoso. Ligamento menisco-femoral. Relação capsular do tendão do poplíteo. Inserção tibial do ligamento cruzado posterior. Ligamento poplíteo arqueado.
- Compartimento medial. Cápsula articular. Retináculo rotuliano medial. Divisão fascicular do ligamento colateral medial e a sua relação com a inserção reflexa do semimembranoso.
- Compartimento lateral. Cápsula articular. Retináculo rotuliano lateral. Ligamento colateral lateral.

C. Articulação talocrural

- Compartimento anterior. Cápsula articular. Fundo de saco anterior. Inervação capsular e motriz. Sindesmose tibioperonea. Ligamento tíbio-peronial anterior. Fascículo anterior do ligamento colateral peronial. Fascículos anterior e deltóide do ligamento colateral tibial.
- Compartimento posterior. Cápsula articular. Fundo de saco posterior. Inervação capsular e motriz. Ligamento tíbio-peronial posterior. Fascículos médio e posterior do ligamento colateral peronial. Ligamento peroneo-astragalino calcâneo.
- Compartimento medial. Cápsula articular e espaço tibio-astragalino.
- Compartimento lateral. Cápsula articular e espaço peroneo-astragalino.

D. Articulações do pé

- Articulação subastragalina. Ligamentos astragalocalcâneos.
- Articulação transversal do tarso medial e lateral. Ligamento bifurcado. Ligamentos calcaneonavicular plantar, calcaneocubóide plantar e plantar longo.
- Articulação tarsometatarsiana e intertarsianas. Cápsula e ligamentos anteriores.
- Articulações metatarsofalangicas e interfalangicas. Fibrocartílago. Ossos sesamóides. Ligamentos colaterais.

2. Complexos miotendinosos do membro inferior


A. Coxo-femoral

- Quadrado lombar. Complexo miotendinoso proximal e distal do psoas-ilíaco (relação com o nervo cutâneo lateral e femoral)
- Secção da região inguinal
- Musculatura glútea. Relação capsular e com a fáscia lateral. Organização trocantérica com a musculatura profunda.
- Tensor da fáscia lata (relações fasciais femoral, tibial e rotuliana). Fibras arciformes.
- Músculos profundos do glúteo. Piriforme e relação topográfica com o nervo ciático. Ligamentos sacrotuberoso e sacroespinoso. Obturador interno e gémeos (relação topográfica com a bolsa sinovial e o obturador externo). Quadrado femoral.

B. Coxa

- Sartório. Organização das suas fibras arciformes.
- Quadricípite femoral. Tendões directo, recorrente e reflexo do recto femoral. Vasto medial e lateral (inserções em linha áspera, fibras directas e fibras cruzadas do vasto). Planos de inserção rotuliana.
- Isquiossurais (bicípite femoral, semitendinoso e semimembranoso). Diferenciação isquiática da sua origem (relação com a origem do adutor maior e quadrado crural). Organização tendinosa (septos). Inserção distal do bicípite femoral (relação capsular e tibial). Inserção distal do semitendinoso (relação fáscia crural). Inserção distal semimembranoso (directa, reflexa e recorrente). Bolsa do semimembranoso. Relação com o nervo ciático e a rede cruciforme.
- Músculos adutores. Disposição topográfica ao longo de toda a coxa. Inserções pubianas, linha áspera e tibial. Observação do hiato do adutor.

C. Perna

- Anterior. Complexos miotendinosos extensores (tibial anterior, extensor do hálux, extensor dos dedos e perónio anterior). Fascículos superior e inferior do retináculo extensor. Membrana interóssea. Nervo e artéria tibial anterior.
- Lateral. Complexo miotendinoso dos perónios. Divisão topográfica do nervo perónio comum e relação artéria para os perónios. Relações com a face lateral do calcâneo, retináculo e inserções distais.
- Posterior. Músculo poplíteo. Transição extra-intracapsular. Bolsa sinovial. Relação com a artéria inferior lateral do joelho. Tibial posterior (inserções directas e expansões distais). Flexor longo do hálux (relação astragalina, calcânea e metatarsiana). Flexor longo dos dedos (relação tibial, calcânea e com o pé). Tricípete sural (lâminas tendinosas e tendão de Aquiles).
- Medial. Disposição interna dos tendões flexores.

D. Pé

- Disposição topográfica dos compartimentos dorsal e plantar. Inserções e relações vasculares e nervosas.

3. Casos clínicos

Ver Mais

Sem informação
Certificado de frequência de formação profissional, de acordo com o decreto 35/2002, de 23 de abril.

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 25.10.2019

Notas

Inclui coffee-break (água, chá e café) + documentação de apoio + Certificado

Ana de Groot

Fisioterapeuta com Master em Osteopatia e Terapia Manual, é professora de Imagem Biomédica, com especialidade em Ecografia na Associação Italiana de Fisioterapia e na Universidade Europeia de Madrid, no Master de Osteopatia e Terapia Manual da Universidade de Granada e Universidade de Alcalá de Henares. Apresenta mais de 20 comunicações científicas, sendo investigadora principal no grupo de Fisioterapia e Ecografia do Centro Médico Khronos e investigadora e colaboradora no grupo de Investigação de Ecografia e Morfo-Densitometria Preventiva na Universidade Católica de San António Murcia. Ana de Groot, integra ainda o grupo de fisioterapeutas de elite do Musculoskeletal Ultrasound in Physical Therapy (MUP) que ministram, na Europa, o curso mais reconhecido de Ecografia Músculo-Esquelética.

Ver Mais

1. Pertencerás a um grupo muito restrito de profissionais que utilizam a ecografia músculo-esquelética como recurso para melhor definir um diagnóstico funcional;
2. Pertencerás à 1ª turma em Portugal que realizará o curso de Especialização no Membro Inferior.
2. Adquirirás mais competências especializadas para dominar uma ferramenta de trabalho tida actualmente como imprescindível para melhor controlo da evolução da lesão e técnicas terapêuticas empregues;
3. Denotarás um enorme rigor científico na tua prática clínica, o que aumentará o teu êxito profissional. Actualmente, por exemplo em Espanha, todos os atletas de alta competição fazem questão de ser acompanhados por um fisioterapeuta com formação em ecografia músculo-esquelética funcional.
4. Incrementarás em muito a tua capacidade de raciocínio clínico.
CERTIFICAÇÕES E APOIOS
Certificado 1 - Master Science Lab
Certificado 2 - Master Science Lab
Certificado 3 - Master Science Lab

Formação Complementar

FORMADOR Membro docente do Musculosketletal Ultrasound In Physical Therapy (MUP)

Recurso complementar de excelência. Fisiologia e patologia do tendão, músculo, ligamento e nervo.

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!