1ª Edição
Braga 25h Sem informação de idioma

Termografia Clínica Desportiva. Estudo estático e dinâmico. Nivel 1

19 Jun 2015 - 21 Jun 2015

Termografia Clínica Desportiva. Estudo estático e dinâmico. Nivel 1

Termografia Clínica Desportiva. Estudo estático e dinâmico. Nivel 1

Diagnóstico por imagem digital. Identificação precoce de lesões. Prevenção. Não invasivo. C/ médico e dos mais influentes profissionais no munda na área da termografia

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas, Médicos, Enfermeiros, Podologistas, Técnicos de Radiologia, Osteopatas, Acupunctores, Quiropratas e Profissionais do Desporto e Exercício (tb. Estudantes)

VAGAS

0 formandos

DATAS

19 Jun 2015 - 21 Jun 2015

LIMITE DE INSCRIÇÃO

19 Mai 2015

HORÁRIOS

Sem informações
LOCALIZAÇÃO

Ginásio Flexgym

Rua dos Barbosas 119

4715-086 Braga, Braga

COORDENADAS

Latitude: 0

Longitude: 0

FORMADOR

Brasil

Marcos Brioschi

Métodos complementares e de diagnóstico

Maior dinamizador e impulsionador da moderna Termografia Médica no Brasil e América

Marcos Brioschi - Master Science Lab
Já imaginou conseguir de modo inócuo, rápido e altamente fiável obter um registo clínico absolutamente minucioso de todo o corpo do seu paciente/atleta? Apresentamos-lhe um dos mais modernos métodos de diagnóstico por imagem digital da actualidade. A MASTER em parceria com InfraredMed do Brasil oferece pela 2ª vez em Portugal a formação base da técnica de Termografia Clínica Desportiva, leccionada pelo reputadíssimo médico, Prof. Dr. Marcos Brioschi, grande pesquisador da área, fundador do Centro de Estudos InfraredMed e da Associação Brasileira de Termologia Médica (ABRATERM) e ainda criador de uma nova técnica de termografia desportiva de corpo total que tem vindo a ser aplicada por diferentes equipas desportivas. A Escola de Termografia Médica Brasileira é pioneira e introduziu inúmeras sub-áreas de aplicações do método de corpo total no campo da medicina desportiva, reumatologia, neurologia, vascular, cirurgia, ortopedia, posturologia entre muitos outros. A termografia desportiva é uma técnica não invasiva que consiste na documentação através do registo digital de imagens térmicas capatadas por uma câmara infravermelha, por exemplo de áreas com sobrecargas e desalinhamentos posturais. O recurso permite assim identificar precocemente áreas suspeitas e prevenir lesões músculo-esqueléticas por excesso de uso. No presente curso será dado enfase à vertente desportiva, porém o formando adquirirá informação que poderá naturalmente transpor para áreas que não a desportiva.A termografia, como o nome indica, é um método de diagnóstico que tem por base a temperatura, neste caso concreto a temperatura corporal, que é captada por uma sofisticada câmara de infravermelhos, que fornece informações sobre o estado fisiológico do indíviduo. Existem patologias que dada a sua especificidade, produzem alterações térmicas e por mais pequenas que sejam, são sempre detectadas pelas câmaras de termografia desde que se encontrem devidamente preparadas para uso clínico. A termografia clínica é estudada há mais de meio século, sendo actualmente muito utilizada nos EUA e nos países mais desenvolvidos da Europa. No Brasil e América o seu grande impulsionador é precisamente o Prof. Dr. Marcos Brioschi, que tem desenvolvido trabalhos de elevado mérito. Constitui-se como uma ferramenta altamente sofisticada de pré-diagnóstico clínico de diferentes patologias que abrangem a generalidade das diferentes especialidades médicas. A facilidade da aplicação da termografia, a sua inocuidade e os resultados obtidos, demonstram o seu potencial no diagnóstico clínico de grande e variado número de condições, seja aplicada isoladamente ou em associação com outros exames convencionais.

Ver Mais

Objectivos gerais: 1. O curso de termografia desportiva pretende evidenciar a importância desta técnica de diagnóstico na avaliação e tratamento das mais variadas lesões músculo-esqueléticas, integrando o estudo pormenorizado das estruturas por meio da melhor evidência científica e clínica. 2. Adquirir conhecimentos sobre este método de diagnóstico e como se comportam as regiões anatómicas e lesões a elas associadas do sistema músculo-esquelético. 3. Formar adequadamente o profissional em termoanatomia topográfica e de superfície, por meio de um meio físico inócuo, intimamente relacionado com a profissão como é o caso da termografia infravermelha. 4. Oferecer conhecimento sobre termografia desportiva, técnica de imagem em constante evolução, permitindo avaliar funcionalmente a evolução de lesões de modo objetivo e validar as diferentes técnicas terapêuticas melhorando o êxito profissional e sanitário.
Introdução à termografia - Bases físicas do infravermelho Fisiologia metabólica e termoanatomia Avaliação postural termográfica Instrumentalização (equipamento e software) Preparação do paciente e laboratório Aquisição de imagens Avaliação postural dos termogramas (desvios, sobrecarga, défice) Termografia paraespinal Podotermografia Estudo termográfico da actividade e fadiga muscular com ênfase na prevenção de lesões Nota: Cada formando deve acompanhar-se no curso de um computador portátil para que possa utilizar a câmara de infravermelhos. No 1º dia de formação já deverá estar instalado no portátil o software previamente enviado para o e-mail pessoal.
Sem informação
Sem informação

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 12.06.2015

Marcos Brioschi

Médico, pós doutor em medicina, tido como o maior dinamizador e impulsionador da moderna Termografia Médica no Brasil e América, dirige a maior Escola de Termografia Médica da América Latina e a única especialização médica no mundo em Termologia Clínica e Termografia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Presidente da Associação Brasileira de Termologia Médica (ABRATERM). Membro honorário vitalício da American Academy of Thermology. Actividade lieterária muito intensa com centenas de artigos publicados. Orienta ainda teses de doutoramente e de mestrado na área da termografia.

Ver Mais

1. Pertencer a um grupo muito restrito de profissionais que utilizam a termografia desportiva como recurso para melhor definir um diagnóstico funcional; 2. Aquisição de uma nova ferramenta de trabalho tida actualmente como imprescindível para melhor controlo da evolução da lesão e técnicas terapêuticas empregues; 3. Denotará um enorme rigor científico na sua prática clínica, o que aumentará o seu êxito profissional. Actualmente, por exemplo no Brasil, todos os atletas de alta competição fazem questão de ser acompanhados por um especialista com formação em termografia desportiva; 4. Incrementará em muito a sua capacidade de raciocínio clínico.

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!