1ª Edição
Braga 40h Sem informação de idioma

Punção Seca no Síndrome Miofascial (Pontos Gatilho) - Básico + Avançado

01 Jan 2015 - 31 Dez 2015

Punção Seca no Síndrome Miofascial (Pontos Gatilho) - Básico + Avançado

Indisponível

Inscreve-te neste curso com um amigo e ambos usufruem de 10% de desconto!
Contacta-nos para + info

Punção Seca no Síndrome Miofascial (Pontos Gatilho) - Básico + Avançado

Punção Seca. Dor Miofascial. Com formadores da ?Cátedra de investigação e docência em fisioterapia - terapia manual e punção seca da Universidade Rey Juan Carlos (Madrid)?

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas (tb. Estudantes)

VAGAS

0 formandos

DATAS

01 Jan 2015 - 31 Dez 2015

Módulo Básico

01 Jan 0001

Módulo Avançado

01 Jan 0001

LIMITE DE INSCRIÇÃO

01 Dez 2014

HORÁRIOS

Sem informações
LOCALIZAÇÃO

Ginásio Flexgym

Rua dos Barbosas 119

4715-086 Braga, Braga

COORDENADAS

Latitude: 0

Longitude: 0

85% dos pacientes diagnosticados com dores de origem idiopática apresentam pontos gatilho (PG) miofasciais. Uma dor na face anterior do ombro com origem num PG do infra-espinhoso. Uma dor na face externa do cotovelo com origem num PG do supra-espinhoso ou do ancóneo. Uma dor ao longo do membro inferior que simula uma ciática com origem num PG do médio glúteo. Ou dor na face anterior do joelho com origem num PG no terço proximal do recto femoral? Poderiamos lançar aqui uma infinidade de opções. Todas elas muito bem estudadas. Estes exemplos mostram claramente que muitas vezes o profissional se pode perder na análise exclusiva do local onde surge o sintoma, encontrando-se sim a origem da dor num local muitas vezes distante ao local sintomático. Os PG têm a particularidade de conseguirem originar dores referidas à distância do local onde se encontram. O conhecimento minucioso da localização dos PG e das técnicas mais recentes para a sua resolução é assim decisivo. O Prof. Dr. César de Las Peñas, com mais de 200 publicações científicas na PubMed, sendo um dos fisioterapeutas com mais publicações realizadas a nível mundial, é o grande tutor do curso que a Master apresenta. Vai perder a oportunidade?Saiba mais O termo PG foi descrito em 1942 pela Drª Janet Travell para descrever uma descoberta clínica com as seguintes características: dor relacionada com um ponto discreto e irritável no músculo-esquelético ou fáscia, cuja causa não é relacionada com trauma local agudo, inflamação, degeneração, neoplasma ou infeção. Actualmente os PG são definidos como pontos focais hiperirritáveis, localizados no interior do músculo-esquelético e/ou sua fáscia, desenvolvendo dor pronunciada. Designada muitas vezes de ?síndrome de dor miofascial?, esta é uma disfunção causada por traumas ou microtraumas de repetição, que provocam a libertação das substâncias que induzem a sensação dolorosa levando ao aparecimento dos PG. Estes são identificados por sintomas como: sensação/desconforto intenso profundo e não específico, dor surda com variações de intensidade e períodos de exacerbação e remissão, além de estarem associados ou não a movimentos específicos. Surge assim uma necessidade de grande importância na familiarização dos estudantes e profissionais com esta condição e escolha do melhor tratamento, numa área que é frequentemente submetida a erros de diagnóstico.

Ver Mais

Objectivos gerais: Básico: Dotar os fisioterapeutas de conhecimentos básicos que lhes permitam intervir em pontos-gatilho miofasciais mediante o recurso a técnicas de punção seca com agulhas de acupunctura. Avançado: Dotar os fisioterapeutas de conhecimentos que lhes permitam abordar os pontos-gatilho miofasciais mediante o uso da punção seca em músculos relacionados com outras estruturas anatómicas sensíveis. Objectivos específicos: Básico: - Diagnosticar correctamente um ponto-gatilho miofascial. - Identificar as indicações e contra-indicações da aplicação de técnicas de punção seca profunda. - Caracterizar os mecanismos neurofisiológicos que justificam a efectividade da punção seca no tratamento da síndrome de dor miofascial. - Executar as técnicas básicas de punção seca profunda sobre pontos-gatilho miofasciais. Avançado: - Identificar os casos clínicos nos quais a punção seca poderá não ser a técnica de tratamento indicada. - Aplicar a técnica de punção profunda em pontos gatilho em músculos relacionados com outra estrutura anatómica potencialmente sensível. - Aplicar a técnica de punção de estimulação intra-muscular enquanto alternativa ao tratamento de pontos-gatilho miofasciais.

Ver Mais

Conteúdos programáticos de acordo com o grupo de estudo da Universidade Rey Juan Carlos (Madrid) - Cátedra de investigação e docência em fisioterapia - terapia manual e punção (coordenação pelo Prof. Dr. César de Las Peñas) Módulo Básico: 1. Dor miofascial e bases de punção seca (3h) a. Critérios diagnósticos do ponto-gatilho miofascial (1h) b. Neurofisiologia do ponto gatilho miofascial (1h) c. Punção profunda: lavado de sustâncias algógenas, estímulo mecânico, resposta de espasmo local, técnica de entrada e saída (1h) 2. Punção profunda no membro inferior (7h) a. Tensor da fáscia lata (1h) b. Glúteo médio e menor (1h) c. Glúteo maior (1h) d. Vasto interno quadricípite (30min) e. Recto anterior quadricípite (30min) f. Vasto externo quadricípite (1h) g. Isquiotibiais (1h) h. Gémeos/sólear (30min) i. Tibial anterior, extensor comum dos dedos, longo extensor do hálux (30min) j. Peroneais laterais longo e curto (30min) 3. Punção profunda no membro superior (7h) a. Deltóides (30min) b. Supra-espinhoso (1h) c. Infra-espinhoso e redondo menor (1h) d. Redondo maior e grande dorsal (1h) e. Tricípite braquial/Bicípite braquial (1h) f. Musculatura epicondilar (2h) 4. Punção profunda no pescoço (3h) a. Trapézio superior (2h) b. Elevador da omoplata (1h) Módulo Avançado: 1. Punção seca e dor: processo de sensibilização (2h) a. Sensibilização central, periférica e alterações plásticas (1h) b. Fibromialgia e sensibilização central (1h) 2. Punção profunda no membro inferior (4h) a. Piramidal (1h) b. Adutor curto, médio, longo, recto interno, pectíneo (1h) c. Poplíteo (30min) d. Ilíaco (30min) e. Musculatura intrínseca do pé (1h) 3. Punção profunda na coluna tóraco-lombar (3h) a. Epi-espinhoso, iliocostal, grande dorsal e multifidus (1h) b. Trapézio inferior e médio (1h) c. Quadrado lombar (1h) 4. Punção profunda no membro superior (7h) a. Escalenos e subclávio (1h) b. Subescapular (1h) c. Peitoral maior - Peitoral menor (1h) d. Grande dentado superior e inferior (1h) e. Supinador curto (30min) f. Pronador redondo (30min) g. Musculatura epitroclear (1h) h. Musculatura intrínseca da mão (1h) 5. Punção profunda no pescoço (4h) a. Esternocleidomastóideo (1h) b. Complexos maior e menor (1h) c. Esplénio do pescoço e da cabeça (1h) d. Musculatura cervical intrínseca (1h)

Ver Mais

Sem informação
Sem informação

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

0%
na inscrição
0%
até 26.12.2014
0%
até 26.12.2014

Ver Mais

Sem informação

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!