1ª Edição
Braga 15h Sem informação de idioma

Ecografia Músculo-Esquelética Avançada (Casos Clínicos)

01 Jan 2016 - 01 Dez 2016

Ecografia Músculo-Esquelética Avançada (Casos Clínicos)

Ecografia Músculo-Esquelética Avançada (Casos Clínicos)

Casos clínicos reais. Lesões musculares, tendinosas, ligamentares, neurais, cápsulo-ligamentares, ósseas e articulares.

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas, Médicos, Podologistas, Técnicos de Radiologia e Osteopatas (tb. Estudantes)

VAGAS

0 formandos

DATAS

01 Jan 2016 - 01 Dez 2016

LIMITE DE INSCRIÇÃO

01 Dez 2015

HORÁRIOS

Sem informações
LOCALIZAÇÃO

Ginásio Flexgym

Rua dos Barbosas 119

4715-086 Braga, Braga

COORDENADAS

Latitude: 0

Longitude: 0

Formação aconselhada apenas a profissionais que já possuem noções básicas de ecografia músculo-esquelética. Pretende-se com a presente formação: 1. Incrementar a capacidade de realizar adequadamente a recolha das imagens ecográficas; 2. Adquirir maior destreza na identificação de imagens patológicas; 3. Adquirir competência para relacionar todo o historial do paciente com o resultado da análise ecográfica, sugerindo qual a melhor solução terapêutica. 4. Melhorar o raciocínio clínico e fomentar espírito crítico. Se reconhece importância ao domínio da ecografia músculo-esquelética, esta será uma oportunidade a não perder. A formação será ministrada pela Dra. Ana de Groot, detentora de enorme prestígio na área, sendo ainda reconhecida pela capacidade exímia de relacionar todos os achados ecográficos com as mais recentes propostas terapêuticas para cada patologia diagnosticada.
Objectivo geral Melhorar as habilidades no uso e conhecimento da ecografia músculo-esquelética que após diagnóstico médico permitirá avaliar a área da lesão e estrategicamente projectar o programa de intervenção terapêutica. Objectivos específicos - Identificar, em ecografia, o tecido afectado e a sua relação com outras estruturas. - Avaliar todas as imagens ecográficas que se reportam ao tecido danificado e que determinam o estado da lesão. - Discutir o plano de intervenção terapêutico após avaliação das imagens ecográficas obtidas
1.º dia I. Protocolo básico de exploração do sistema músculo-esquelético. II. Casos clínicos Ao longo do dia irão decorrer 4 sessões clínicas com a duração individual de 2h15. Por sessão, cada grupo de formandos irá estudar e avaliar uma série de casos clínicos reais. Em cada caso, após o diagnóstico médico e tendo em conta o histórico do paciente, os formandos irão avaliar as imagens ecográficas relacionadas com as lesões de cada paciente. Espera-se que os casos clínicos (reais e/ou projectados) apresentados possibilitem a identificação de algumas das seguintes condições: 1. Lesões do tecido subcutâneo relacionadas com traumatismo ou processo infeccioso. 2. Lesões musculares. - Por contusão com a presença de complicações como hérnias, edema linfático ou miosite ossificante. - Por distensão em diferentes graus de lesão com presença de possíveis complicações relacionadas com a área da lesão, tais como formações fibróticas ou de coágulos e presença de hematomas encapsulados ou enquistados, entre outros. - Outras lesões musculares como miosite infecciosa, rabdomiólise, atrofia muscular desnervação (com presença ou ausência de fasciculações em modo M) e síndromes compartimental, entre outros. 3. Lesões do tendão. Avaliação de todas as imagens ecográficas relacionadas com a lesão tendinosa e observação de tecidos circundantes possivelmente envolvidos. - Tendinopatias em tendão de bainha simples. - Tendinopatias em tendão de dupla bainha. - Roturas parciais. Classificação após avaliação completa no modo B e Doppler. - Roturas totais. Classificação de acordo com o grau de retracção e análise de sinais patognomónicos. - Roturas massivas em relação ao estudo da coifa dos rotadores. - Inflamatórias. 4. Lesões cápsulo-ligamentares. - Agudas. Classificação e estudo de possíveis sinais comuns com os quais a lesão está associada. - Crónicas. Avaliação dos sinais degenerativos que se observam e as suas implicações biomecânicas. - Degenerativas. - Inflamatórias. 5. Lesões nervosas - Compressivas. Serão avaliados possíveis pontos de conflito ao longo da trajectória nervosa de modo a identificar possíveis complicações. - Degenerativas. - Tumorais. 6. Lesões ósseas e articulares - Traumáticas (periostites tibiais, fissuras sem correlação radiológica, avaliação do calo da fractura). - Degenerativas. - Inflamatórias. - Reumáticas. - Condropatias. - Bursites comunicantes por stress articular - Bursites não comunicantes superficiais e profundas por fricção. 2.º dia III. Discussão clínica. Durante toda a manhã irá realizar-se uma análise conjunta e discussão de todos os casos clínicos estudados na sessão anterior com o objectivo de definir estratégias terapêuticas a implementar em cada caso.

Ver Mais

Sem informação
Sem informação

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 25.12.2015
Sem informação
- Melhorar as habilidades práticas de profissionais que já possuem um conhecimento essencial de ecografia músculo-esqulética, através do contacto com casos clínicos reais (75% da carga horária do curso) cujas conclusões serão reunidas e posteriormente discutidas numa sessão teórica (25% da carga horária do curso). - Pertencer a um grupo muito restrito de profissionais com conhecimentos avançados de ecografia músculo-esquelética funcional; - Denotará um enorme rigor científico na sua prática clínica, o que aumentará o seu êxito profissional. Actualmente, por exemplo em Espanha, todos os atletas de alta competição fazem questão de ser acompanhados por um fisioterapeuta com formação em ecografia músculo-esquelética funcional. - Incrementará a sua capacidade de raciocínio clínico e o controlo da evolução da lesão e técnicas terapêuticas empregues.

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!