Saúde

Estudo comprova potencial da realidade virtual como recurso complementar à fisioterapia convencional

Realidade virtual no desenvolvimento de valências motoras essenciais para a qualidade de vida do idoso

Exercícios físico-motores com objectivos preventivos são cada vez mais utilizados, principalmente pela população idosa, visando a manutenção e/ou melhoria nas condições básicas de vida como a deambulação, que se deterioram com o envelhecimento.


A fisioterapia apresenta diversos recursos e técnicas para a realização destes exercícios e a Realidade Virtual (RV) tem vindo a mostrar-se uma interessante alternativa nesse sentido.


O fisioterapeuta Eduardo Pascotini, investigador brasileiro e especialista no uso da gameterapia na reabilitação, publica estudo que teve como objectivo analisar os efeitos de um trabalho preventivo com RV sobre a força muscular de MMII, a propriocepção, o equilíbrio e a marcha de um indivíduo idoso.


Após o período experimental observou-se melhoria em todos os testes aplicados, demonstrando assim um potencial deste sistema como recurso terapêutico alternativo e complementar à fisioterapia convencional, ao actuar no desenvolvimento de valências motoras essenciais para a qualidade de vida dos indivíduos, especialmente dos idosos.

Ver Mais

Fonte:

Pascotini, E., Korb, A. (2017). Efeitos da utilização de um treinamento com realidade virtual sobre a força muscular de MMII, a propriocepção, o equilíbrio e a marcha em indivíduos idosos: um estudo de caso. Revista UNINGÁ. Vol. 53, n.º 2, pp.31-36.

Partilha este artigo

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google + Share to Mail

Cursos Relacionados

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!