Exercício

Contributo da actividade física na prevenção da diabetes tipo 2

Prática de exercício físico regular basilar no tratamento e controlo da diabetes tipo 2

Diabetes Mellitus (DM), uma das doenças crónicas mais frequentes [1], tem apresentado apreciável aumento da prevalência mundial [2], prevendo-se que até 2025 a população adulta com diabetes aumente em 122%.


O exercício físico através da capacidade que demonstra na modulação glicémica apresenta-se, actualmente, como um dos protagonistas quer na prevenção quer no tratamento da DM não insulino-dependente (tipo 2), demonstrando um efeito estatístico e clinicamente significativo com consequente decréscimo das complicações.


Os mecanismos protectores da actividade física incluem regulação do peso corporal, da pressão arterial, da dislipidemia, da inflamação e da função endotelial, além de redução da resistência à insulina, condições estas envolvidas em complicações microvasculares, macrovasculares e neurais [3].


O contributo da actividade física para a prevenção da diabetes tipo 2 tem sido ainda comummente evidenciado em inúmeros estudos [4] pelo aporte de múltiplos benefícios, dos quais se destacam:

- Melhoria da sensibilidade à insulina e do controlo glicémico

- Aumento do condicionamento cardiorrespiratório

- Redução do risco de mortalidade cardiovascular


Deste modo, um programa que promova mudanças no estilo de vida, incluindo treino com exercício físico, diminui acentuadamente o risco de diabetes [5] e de mortalidade para pessoas portadoras da doença [6].


Contudo, os pesquisadores concordam que a actividade física traz benefícios metabólicos e cardiovasculares, em função da intensidade, frequência e duração da actividade necessária, cabendo aos profissionais de saúde e exercício, orientar os portadores de DM tipo 2 para programas de treino físico com actividades devidamente ajustadas, minimizando os riscos e aumentando os benefícios da sua prática.


Em Junho, o especialista em Medicina Desportiva e docente catedrático da FADEUP, José Alberto Duarte, irá dar debater o tema da influência do exercício no tratamento da Diabetes Mellitus.


Que oportunidade incrível de aprendizagem e evolução, em apenas 8 horas!

Ver Mais

Fonte:

[1] GOLDSTEIN, B. J. Insulin resistance: from benign to type 2 diabetes mellitus. Rev. Cardiovasc. Med. n. 4, p. S3-10, 2003.

[2] WILD, S. et al. Global prevalence of diabetes: estimates for the year 2000 and projections for 2030. Diabetes Care, n. 27, p. 1047-1053, 2004.

[3] EASTMAN, R. C. et al. Lessening the burden of diabetes. Intervention strategies. Diabetes Care, n. 16, p. 1095-1102, 1993.

[4] DORNAS, W. C.; OLIVEIRA, T. T.; NAGEM, T. J. Exercício físico e diabetes mellitus tipo 2. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR, Umuarama, v. 15, n. 1, p. 95-107, jan./abr. 2011.

[5] LAAKSONEN, D. E. et al. Finnish diabetes prevention study. Physical activity in the prevention of type 2 diabetes. Diabetes, n. 54, p. 158-165, 2005.

[6] GREGG, E. W. et al. Relationship of walking to mortality among US adults with diabetes. Arch. Intern. Med. n. 163, p. 1440-1447, 2003.

Partilha este artigo

Share to Facebook Share to Twitter Share to Google + Share to Mail

Cursos Relacionados

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!