2ª Edição
Lisboa 24h Sem informação de idioma

Fisioterapia Craniocervical: cefaleias, tonturas e zumbidos

27 Set 2019 - 29 Set 2019

Fisioterapia Craniocervical: cefaleias, tonturas e zumbidos

Melhor preço

329€

ATÉ 29 DE JULHO

359€A PARTIR DE 30 DE JULHO

389€A PARTIR DE 13 DE AGOSTO

Inscreve-te neste curso com um amigo e ambos poderão usufruir de um desconto!
Ver regulamento aqui

Estima-se que 90% da população já teve ou terá algum episódio de cefaleia

Esta formação, eminentemente prática e baseada nas últimas publicações científicas, engloba a descrição dos quadros clínicos a tratar, a integração de algoritmos para diagnósticos precisos e raciocínio clínico adequado, assim como procedimentos de exploração física e tratamento avançado.

DESTINATÁRIOS

Fisioterapeutas (tb. estudantes)

VAGAS

24 formandos

DATAS

27 Set 2019 - 29 Set 2019

LIMITE DE INSCRIÇÃO

26 Ago 2019

HORÁRIOS

14h00-20h00

sexta-feira

8h00-18h30

sábado

8h00-17h30

domingo

LOCALIZAÇÃO

Hotel Holiday Inn Lisboa

Av. António José Almeida, 28-A

1000-044 Lisboa, Lisboa

COORDENADAS

Latitude: 38,738185

Longitude: -9,140716

GALERIA
FORMADOR

Espanha

Fernando Ruiz

Terapia Manual

Especialista em reeducação postural

Fernando Ruiz - Master Science Lab
O curso de Fisioterapia Craniocervical é uma formação especializada para o fisioterapeuta interessado na avaliação e tratamento dos quadros clínicos da cabeça, face, cervical e ouvido.

Uma vez que são inúmeras as condições clínicas que ocorrem na região craniocervical, a formação irá centrar-se, de maneira concisa e ordenada, na sua abordagem músculo-esquelética com técnicas de tratamento miofasciais, neurodinâmicas, articulares e exercício terapêutico para C0-C3.

Esta formação, eminentemente prática e baseada nas últimas publicações científicas, engloba a descrição dos quadros clínicos a tratar, a integração de algoritmos para diagnósticos precisos e raciocínio clínico adequado, assim como procedimentos de exploração física e tratamento avançado.

As cefaleias constituem um problema mundial de saúde pública que afecta todas as faixas etárias, raças, níveis socioeconómicos, áreas geográficas e ambos os sexos [1], sendo, por isso, uma manifestação frequente na prática clínica, com ocorrência de 90% durante a vida da população em geral [2].

Em Portugal, estima-se uma prevalência de cefaleias de 88,6% [3], substancialmente mais elevada que a prevalência europeia na população adulta: 53% [4].

A cefaleia é um sintoma que poderá ter na sua origem 3 causas bem diferenciadas:
1. Origem tensional (origem muscular)
2. Cefaleia cervicogénica (origem na C1-C3)
3. Enxaqueca (cefaleia de tipo vascular)

Estimativas mundiais indicam que a prevalência de enxaqueca é de aproximadamente 6% em homens e 15% a 18% em mulheres adultas [5]; e a de cefaleia do tipo tensional, de 90% em mulheres e 67% em homens [6]. A cefaleia aparece ainda como o motivo mais frequente de encaminhamentos a ambulatórios de neurologia [2].

A evidência científica mostra ainda que:
- 40% dos adolescentes com enxaqueca ou cefaleia tensional relatam dor cervical com a cefaleia (Laimi et al 2007)
- 60-80% dos adultos com dor de cabeça frequente intermitente irão relatar dor cervical associada (Calhoun et al 2010; Fishbain 2001; Hagan et al 2002; Jull et al 2007)
- 70% dos idosos relatam dor cervical em associação com cefaleia independente do tipo desta (Uthaikhup et al 2009)
- existe benefício a longo-prazo das terapias físicas dirigidas para as disfunções cervicais na cefaleia cervicogénica (Jull et al 2002; Nilsson et al 1997; Ylinen et al 2010)

Ver Mais

- Conhecer a anatomia e a biomecânica clínica da cabeça, rosto e pescoço.
- Compreender a fisiologia da dor, os seus mecanismos e a sua aplicação clínica.
- Desenvolver um raciocínio clínico adequado e um plano de tratamento baseado em evidências físicas, radiológicas e científicas.
- Conhecer a neurobiologia da dor e os mecanismos de dor.
- Conhecer as técnicas de tratamento miofascial e articular da região crâniofacial
- Conhecer as técnicas de tratamento miofascial, neurodinâmico e articular da região crânio-cefálica
1. Introdução
Cefaleias
- Tipologia
- Epidemiologia
- Classificação IASP
Tontura
- Tipos de tonturas
- Características clínicas
Zumbido
- Características clínicas
- Fisioterapia e ORL
2. Anatomia funcional e biomecânica aplicada da coluna cervical
3. Exploração física
- Coluna vertebral
- Região suboccipital
- ATM
- Ouvido
4. Raciocínio clínico
- Cefaleias
- Tonturas
- Zumbidos
5. Radiologia aplicada
- Coluna cervical
- ATM
6. Tratamento
- Facetas articulares C0-3
- Suturas cranianas
- Miofascial para a região craniocervical
- Miofascial para a ATM
Sem informação
Certificado de frequência de formação profissional, de acordo com o decreto 35/2002, de 23 de abril.

Modo de pagamento

Totalidade

100%

na inscrição

Faseado

50%
na inscrição
50%
até 20.09.2019

Fernando Ruiz

Fernando Ruiz é fisioterapeuta e especialista em reeducação postural e no tratamento da dor. As suas áreas de interesse estão focadas no tratamento manual das patologias do sistema locomotor e no tratamento da dor crónica. A sua paixão pela fisioterapia incita-o a uma aprendizagem e actualização constantes, sendo por isso frequentemente convidado a participar, enquanto palestrante e docente, em inúmeros eventos científicos e pedagógicos a nível nacional e internacional.

- Irás estudar a anatomia do viscerocrânio e neurocrânio, bem como o complexo C0-3 e a biomecânica dos referidos segmentos.
- Irás optimizar o teu raciocínio clínico e o diagnóstico diferencial.
- Irás conhecer as publicações científicas mais recentes sobre a temática das cefaleias.
- No final da formação saberás aplicar correctamente um tratamento miofascial, neurodinâmico e articular, bem como exercício terapêutico na região C0-3.
CERTIFICAÇÕES E APOIOS
Certificado 1 - Master Science Lab
Certificado 2 - Master Science Lab

Formação Complementar

FORMADOR André Santos

Evidência científica: Tontura. Vertigem. Desequilíbrio. Náusea. Vertigem cervicogénica. Ménière. C/ Membro da Vestibular Disorders Association (EUA).

1254€

Método Pold de Terapia Manual

18 Out - 15 Dez 2019 90h Porto

Método Pold de Terapia Manual

FORMADOR Ricardo Amorim, Juan López Díaz

C/ criador do Método POLD + 1.º instrutor europeu do International POLD Institute. Técnicas cutâneas, sub-cutâneas, fasciais, musculares e articulares.

FORMADOR Tomás Bonino

Palpação intra e extra-oral. Estabilização articular (côndilo-disco-temporal). Anatomia funcional. Técnicas articulares, musculares e proprioceptivas.

Newsletter Fica a saber tudo para seres cada vez melhor. Regista-te aqui!